terça-feira, maio 27, 2008

O Pequeno Cachorrinho Negro


Eu adoraria que Cristo tivesse tido um pequeno cachorrinho negro,
de pêlo encaracolado e fofo, como o meu;
com duas longas orelhas sedosas e um nariz redondo e úmido,

E olhos brilhantes, castanhos e ternos.
Estou certo de que se ele o tivesse, o pequeno cachorrinho negro
Saberia, desde o começo, que Ele era Deus;

Não precisaria de prova alguma de que Cristo era Divino,
E apenas veneraria o chão que Ele pisou.
Receio que Ele não tenha tido, porque li como ele orou sozinho no Monte das Oliveiras;
Pois todos os seus amigos e discípulos se tinham ido
Até Pedro, aquele chamado “pedra”.

E, oh!, tenho certeza de que o pequeno cachorrinho negro, com seu coração tão terno e quente, nunca O teria deixado sofrer sozinho,
Mas teria ficado ao seu lado.

As suas mãos em agonia teria lambido,
E considerando todas as graças, mas não a perda,
Quando eles O levaram embora, teria caminhado sempre atrás.
E o seguido até à cruz.

*******************
Manuscrito e poesia do Dr. Bach, sem assinatura,encontrado após sua morte (1934)fonte: Livro: Os Florais do Dr. Bach - Antonieta B. Cravo

Emagreça de verdade

Leia o artigo Bulletproof coffee – Uma receita inusitada!   Redação     16 de fevereiro de 2016     Café ,  Preparo e Dicas Trad...