quinta-feira, junho 26, 2008

Medicina Tradicional unida às Terapias Holísticas = Um ser Humano Feliz



Já repararam como é fácil demais darmos ouvidos às receitas de chás de nossas mães e avós? E porque? Porque confiamos nelas... e porque todo mundo sabeque plantas curam, quando utilizadas com sabedoria e seriedade ! ou no mínimo, aliviam muitos problemas de saúde.
E porque então não procuramos entender outros métodos de medicina alternativa que também são muito eficazes e sérias ? Porque não nos preocupamos em saber quem, porque e como elas foram desenvolvidas.

É sabido que, com toda a sua eficácia e importância, a alopatia trata dos fins e nunca dos "começos"! E muitos de nós também não estamos muito interessados em saber quem, como e nem porque remédios alopáticos foram desenvolvidos, apenas seguimos o fluxo do hábito ocidental que de modo geral, se basea no imediatismo das soluções de quaisquer problemas, sejam eles políticos, econômicos ou da saúde.

À menos que uma dor seja muito forte ou muito constante, basta comprarmos na farmácia um analgésico de nossa preferência e tomarmos. Pronto! A dor vai embora.

Mas quando esta dor torna-se muito incômoda e constante, partimos para os médicos, os exames e se, conseguirmos identificar a causa desta dor, passamos a tratá-la superficialmente, com 2, 3, 4 e as vezes mais remédios alopáticos mutas vezes caros.

Importantes? Claro, sem dúvida. Mas... o que será que causou a causa da dor... ou melhor... o que será que fizemos, pensamos ou falamos que gerou esta causa?

Não importa, dirá a maioria de nós!

Não estamos interessados em filosofias, queremos a solução para o nosso sofrimento físico ou mental ou emocional, no aqui e agora.

Nós ocidentais não estamos acostumados com reflexões, meditações sobre nós mesmos, sobre nossos atos, nossos pensamentos, nossos sentimentos... Para nós basta sermos o que somos e fim de papo. Esse negócio de refletir da muito trabalho e muitas vezes, ainda pior que isso, nos revela sombras de nossa personalidade que não estamos propriamente dispostos a encarar, a admitir e principalmente a corrigir.

Isso exige tempo, coragem, determinação e vontade de melhoramos enquanto pessoas. Exige principalmente humildade para admitirmos que não somos nem de perto perfeitos e provavelmente, a velha preguiça acabará falando mais alto e dirá: "Amanhã, quem sabe eu penso nisso!"

Mas por causa exatamente dessa nossa postura para com nosso próprio SER, é que adoecemos e não nos apercebemos disso.

Hoje, graças ao avanço da psicologia que diz que o ser humano é um complexo indiscutível de emoções, é que começamos, mesmo à passos muito lerdos ainda, a olhar de rabo de olho para o espelho, tentando espiar o que tem dentro de nós mesmo que está gritando socorro através das doenças inevitáveis que se apresentam, muitas vezes numa tentativa desesperada de nos chamar a atenção para o amor à nós mesmos que está meio esquecido por pura falta de vontade de cuidarmos desse ser tão importante para nós, que somos NÓS MESMOS (ou deveríamos ser!).

A Medicina tradicional nos ajuda imensamente nestes momentos dolorosos do corpo físico, embora nem sempre consiga dar conta dos prejuízos que nos causamos. Não existe mágica, não existe milagre. Existem fatos e quando estes são consolidados em forma de doença, não há o que se discutir - de forma direta ou indireta - consciente ou inconsciente - nos prejudicamos; nos ferimos e o que poderá ser feito por ela, será, mas ainda assim, só com a conscientização - e aí entram as terapias holísticas para nos auxiliarem nesse processo - de que é preciso uma mudança real e profunda no nosso ser interior, é que teremos chances de sermos mais saudáveis fisica e emocionalmente, evitando permanecermos num circulo vicioso de doenças lastimáveis, e passando assim, a não só nos melhorarmos enquanto seres merecedores de equilibrio e felicidade, quanto à colaborarmos benéficamente com o nosso próximo, partindo dos mais próximos, que seguirão um rumo diferente futuramente de posturas diante de si mesmos, do próximo, da natureza, do planeta e de Deus.

É preciso então pararmos para percebermos que o mundo está mudando; as maravilhas tecnológicas estão cada vez mais futurísticas e eficientes, a visão universal está despertando em todos os cantos do planeta e não é mais aceitável que permaneçamos estáticos diante de nós mesmos.

Existe um mundo novo de possibilidades de melhoramento na área da saúde, onde estas vieram para auxiliarem-se entre si num único propósito e, porque não dizer, no maior e melhor deles, que é cuidar, melhorar e curar o Ser Humano!

A Medicina Tradicional unida às Terapias Holísticas, que visam tratar o homem por inteiro na sua saúde física, mental e espiritual, devem proporcionar a harmonia necessária para que o Ser Humano seja cada vez mais feliz!


Andreia Sanches


Emagreça de verdade

Leia o artigo Bulletproof coffee – Uma receita inusitada!   Redação     16 de fevereiro de 2016     Café ,  Preparo e Dicas Trad...