O Templo das Emoções

Revista da Terapia Holística

"Acredita-se que o tronco seja o templo das emoções, pois estimula as competências e o contato com a intimidade, é o construtor da identidade e das formas de socialização, e o local em que a execução de diversas tarefas se dá numa sucessão de revezamentos entre elas.
Os traços de tronco podem revelar características individuais de manter segredo até a conclusão ou por conveniência, ansiedade, euforia, ação intelectual emotiva ou superficial e limitações para resolução de medos.
Todos os órgãos vitais do corpo físico se encontram no interior do tronco com exceção do encéfalo-parte do sistema nervoso central e que abrange o cérebro, o cerebelo, pedúnculos, a protuberância anular e o bulbo raquiano. A cavidade torácica contém o coração(sede das emoções) e os pulmões ( troca e afeto ).
A cavidade abdominal contém o estômago(disposição/ânimo), os intestinos( perdas e ganhos/apego e desapego), o fígado(assertividade), o pâncreas (metabolismo), o baço(proteção), os rins(sobrevivência), a bexiga(auto-ressentimento) e os órgãos reprodutivos. Ainda dentro do tronco, encontram-se as vértebras: sacrais(relações íntimas), coccígeas (necessidades básicas), torácicas( eixo de sustentação), lombares(desenvolvimento da sexualidade), as costelas(proteção da identidade) e o diafragma(participação e troca), dentre outros. Externamente podemos observar os seios(objetividade/estilo pessoal), o umbigo(qualidades pessoais), o púbis(integração) e a parte visível dos genitais.
O Psicoterapeuta britânico Graham Music enfatiza: “Afirmei que se poderia considerar o corpo como o “local” das emoções, ao passo que o “local” dos sentimentos seria a mente.” “As emoções e os sentimentos são tão ligados ao conjunto de crenças e à estrutura do pensamento que não podem ser separados deles.” ¹
A ciência moderna define o tronco como a parte média do corpo humano ligada à cabeça através do pescoço e que comporta os membros superiores e inferiores. Compreende: o tórax, o abdome e a pelve. O tórax compreende três regiões: axilar, escapular e deltóidea disposta em torno da articulação escapuloumeral. O abdome como a parte situada entre o tórax e a pelve, e cuja cavidade, revestida pelo peritônio, está separada do tórax pelo diafragma. A pelve como a formação óssea em forma de bacia. O ombro como o segmento de união do braço e de todo o membro superior. A região axilar é definida como cavidade oca localizada externamente, entre a parte superior e medial do braço e a parede lateral do tórax, normalmente pilosa no adulto.
A seguir apresentamos a décima terceira leitura que perfaz duzentos e trinta e sete indicadores específicos  de interpretações adicionais já divulgados para a técnica“Análise da Imagem Holística do Cliente,” facilmente encontrada no site www.holopedia.com.br. Sugere algumas das proposições mais simples de atitudes comportamentais, em conjugação com o somático, dos pontos de vista objetivo, subjetivo e psíquico.
Tem como convergência acrescentar recursos para facilitar a análise e a interpretação dos mais recorrentes traços de tronco, que podem ser revelados nas imagens ou no próprio cliente. As expectativas são de aproximadamente noventa e cinco por cento de exatidão possibilitando assim, revisões constantes. A análise e a interpretação da imagem do tronco será mais profícua se for revelada sem roupa."

===== continua do site abaixo====

Texto original de: http://www.sinte.com.br/revistaterapiaholistica/psicoterapia/psicoterapia-tecnicas/reichiana/357-tronco-emocoes.html#ixzz2H7Ab0fpz
Direitos Autorais: SINTE - SINDICATO DOS TERAPEUTAS 

Postagens mais visitadas deste blog

União de duas terapias consegue reabilitar pacientes que sofreram derrame